Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras de Sabedoria

Apenas há Um acima de toda a sabedoria...

Palavras de Sabedoria

Apenas há Um acima de toda a sabedoria...

Os bancos do jardim

Eu consigo ver tudo. Não sou omnipresente mas sou testemunha de várias gerações. Uns dias desprezado, outros dias o foco de todas as atenções. Não diferencio ninguém. No entanto consigo perceber que o tempo me traz pessoas diferentes. Como sempre há umas pessoas mais próximas e outras ocasionais. Mas não me deixo enganar, todas dão sentido à minha existência. Se assim não fora então a minha existência não faria sentido. Muitos se questionam sobre o porquê de tantas e tantas mudanças nas sociedades. Uns argumentam perda de valores e libertinagem, outros liberdade individual. Embora todos tenham opinões a favor e contra várias dessas mudanças. E olhando à sua volta não percebem a origem de tudo isto. Mas eu sei a resposta. Ainda que muitos possam não concordar. Mas assim é o ser humano. São aqueles que mais me procuram os detentores da resposta. São o espelho, distorcido por alguns, bem reflectido por outros de tudo o quanto se passa por este mundo fora. Alguns buscam a resposta na história e em elementos sem vida. Outros na biologia e neurociência de ponta. Bem, a resposta na verdade é bem mais simples. Nós somos aquilo que nos ensinaram ser, somos aquilo que nos mostraram ser e somos aquilos que queríamos e não queríamos ser. Mas para sermos tudo isto de uma coisa não nos podemos esquecer. Antes de eu ser, alguém foi. Não sou uma folha em branco. Escrevo por cima, acrescento e apago sobre aquilo que alguém já escreveu. E assim escrevo a minha história. E assim mudo a minha sociedade. Assim mudo a minha civilização. Assim mudo o tempo. E assim perduro no tempo depois do meu tempo passar. Somos tentados a procurar a resposta dentro de nós mesmos, mas então percebemos que isso não é possível. Nós somos a caneta que escreve, não somos o livro. Mas posso-vos garantir que tenho a resposta para todas estas questões. Ou melhor dizendo sei onde a podem encontrar. Nos velhos do jardim. Não são velhos sem sentido, são a pedra de toque e o lastro, são a página anterior aquela que escrevemos hoje. Direi melhor, vocês escrevem. Eu apenas testemunho. Mas sei que enquanto não olharem para mim não vão compreender nada, não vão obter resposta às vossas questões mais profundas. Quem sou eu querem vocês saber. Sou um banco do jardim...

 

(por João Costa)

Herança

Ama hoje e ama amanhã

Para que a tua herança seja o amor.

 

Tudo o resto é efémero e passa.

Nós mesmos passamos.

Mas o amor permanece e perdura.

 

(por João Costa)

A individualidade do ser...

A vida não é uma meta. É um caminho.

Ninguém caminha pelas nossas pegadas. São únicas.

 

As nossas pegadas podem ser significativas ou passar despercebidas:

Podemos servir, podemos ajudar o próximo nas suas pegadas.

Ou podemos passar ao largo...

 

As nossas pegadas só serão observadas e significativas se se cruzarem com outras pegadas e forem notadas pelo que de único e essencial elas transmitem.

Caso contrário não passarão de um mito, oco e sem valor.

 

E no dia que as nossas pegadas terminarem, todas aquelas para quem elas foram significativas se virarão para elas,

e a sua ausência será notada.

 

Alguns tentarão caminhar sobre as nossas pegadas e então aí compreenderão:

o valor das pegadas era sobre quem as marcava e não sobre a que destino iam dar...

 

O brilho de um tesouro de pau...

"O ideal cristão mudou e inverteu tudo, de forma que, como é dito no evangelho: «Aquilo que tem muito valor entre os homens é detestável aos olhos de Deus». O ideal já não é a grandeza de um faraó ou de um imperador romano, nem a beleza de um grego ou a riqueza da Fenícia, mas a humildade, a pureza, a compaixão e o amor. O herói não é rico, mas o mendigo Lázaro; não Maria Madalena em seus dias de beleza, mas no dia de seu arrependimento; não os que adquirem riquezas, mas os que as abandonam; não os que moram em palácios, mas os que vivem em catacumbas e cabanas; não os que dominam sobre os outros, mas o que não admitem nenhuma autoridade além da de Deus." (Leon Tolstoi in What is art - O que é a arte)

Deus não erra...

UM REI QUE NãO ACREDITAVA NA BONDADE DE DEUS. TINHA UM SERVO QUE EM
TODAS AS SITUAÇõES LHE DIZIA: MEU REI, NãO DESANIME PORQUE TUDO QUE
DEUS FAZ é PERFEITO, ELE NãO ERRA!

UM DIA ELES SAíRAM PARA CAçAR E UMA FERA ATACOU O REI. O SEU SERVO
CONSEGUIU MATAR O ANIMAL, MAS NãO PÔDE EVITAR QUE SUA MAJESTADE
PERDESSE UM DEDO DA MÃO.

FURIOSO E SEM MOSTRAR GRATIDÃO POR TER SIDO SALVO, O NOBRE DISSE:
DEUS é BOM? SE ELE FOSSE BOM EU NãO TERIA SIDO ATACADO E PERDIDO O MEU
DEDO.

O SERVO APENAS RESPONDEU: MEU REI, APESAR DE TODAS ESSAS COISAS, SÓ
POSSO DIZER-LHE QUE DEUS é BOM; E ELE SABE O PORQUÊ DE TODAS AS
COISAS.

O QUE DEUS FAZ É PERFEITO. ELE NUNCA ERRA! INDIGNADO COM A RESPOSTA, O
REI MANDOU PRENDER O SEU SERVO. TEMPOS DEPOIS, SAIU PARA UMA OUTRA
CAçADA E FOI CAPTURADO POR SELVAGENS QUE FAZIAM SACRIFíCIOS HUMANOS.

Já NO ALTAR, PRONTOS PARA SACRIFICAR O NOBRE, OS SELVAGENS PERCEBERAM
QUE A VíTIMA NãO TINHA UM DOS DEDOS E SOLTARAM-NO: ELE NãO ERA
PERFEITO PARA SER OFERECIDO AOS DEUSES.

AO VOLTAR PARA O PALáCIO, MANDOU SOLTAR O SEU SERVO E RECEBEU-O MUITO
AFETUOSAMENTE.  MEU CARO, DEUS FOI REALMENTE BOM COMIGO! ESCAPEI DE
SER SACRIFICADO PELOS SELVAGENS, JUSTAMENTE POR NãO TER UM DEDO! MAS
TENHO UMA DúVIDA: SE DEUS é TãO BOM, POR QUE PERMITIU QUE VOCê, QUE
TANTO O DEFENDE, FOSSE PRESO?

MEU REI, SE EU TIVESSE IDO COM O SENHOR NESSA CAÇADA, TERIA SIDO
SACRIFICADO EM SEU LUGAR, POIS NãO ME FALTA DEDO ALGUM. POR ISSO,
LEMBRE-SE: TUDO O QUE DEUS FAZ é PERFEITO.

ELE NUNCA ERRA! MUITAS VEZES NOS QUEIXAMOS DA VIDA E DAS COISAS
APARENTEMENTE RUINS QUE NOS ACONTECEM, ESQUECENDO-NOS QUE NADA é POR
ACASO E QUE TUDO TEM UM PROPóSITO. TODA A MANHã OFEREçA SEU DIA A
DEUS.

PEÇA PARA DEUS INSPIRAR OS SEUS PENSAMENTOS, GUIAR OS SEUS ATOS,
APAZIGUAR OS SEUS SENTIMENTOS. E NADA TEMA, POIS DEUS NUNCA ERRA!!!

SABE POR QUE VOCê RECEBEU ESSA MENSAGEM? EU NãO SEI, MAS DEUS SABE,
POIS ELE NUNCA ERRA.......